×

Siga-nos e saiba de tudo antes de todo mundo!

63

Google +

1426

Seguir

299

YouTube

581

SIGA-NOS

Conceito de smartphone transparente e modular - Projeto Aria

smartphone conceitual - Projeto Aria

Provavelmente esse é um dos projetos conceituais que poderíamos ver daqui há alguns anos, até por que muitos consumidores só trocam de aparelho com o lançamento de uma nova tecnologia ou algo que que chame muita atenção no design. Com o passar dos anos novas necessidades irão surgir. Nessa postagem apresento-lhes o projeto Aria, um conceito de smartphone modular que vai levar tudo que conhece sobre smartphones para outro nível.

Projeto Aria

O conceito surgiu baseado em comentários de usuários, essas opiniões foram incorporadas e analisadas a fim de criar um conceito de smartphone com um design inovador, o projeto visa nortear uma nova visão para que as empresas saibam quais são as novas necessidades dos usuários, para que no futuro se crie produtos cada vez mais aceitáveis no mercado.

O Projeto Aria não visa somente criar um smartphone com um bom hardware, a preocupação principal é a modularização do smartphone, isso garante uma maior liberdade ao consumidor de escolher qual a configuração de hardware que ele deseja utilizar em seu smartphone, isso estreita mais ainda o espaço entre computador e smartphones, já que a modularização torna o smartphone montável assim como os desktops atuais, sem esquecer que será possível fazer uma atualização de hardware, algo que não é possível nos smartphones de hoje.

Outro objetivo do Projeto Aria é implementar um smartphone com uma tela baseada em Ultra-HD AMOLED de 5 polegadas com uma resolução de 3.840 x 2.160 pixels, oferecendo uma densidade de pixels de mais de 900 PPI. A alimentação do smartphones seria feita através super capacitores muito mais leves e com maior vida útil do que as baterias atuais, essa é a razão pela qual houve a incorporação de nanotubos em sua tela.

Em relação ao hardware do smartphone o mesmo seria um octa-core com velocidade de 3 GHz, baseado na arquitetura big.LITTLE da ARM, com dois grupos de núcleos quad-core trabalhando separadamente, um com 3 GHz e ou outro com 2 Ghz garantindo uma melhor autonomia do sistema de alimentação do aparelho. O smartphone também teria uma memoria RAM de 4 GB juntamente com um memoria interna variante entre 32 GB e 64 GB, o projeto não visa a existência de slot para cartão SSD, mas isso pode ser contornado pela troca do módulo de memoria, quanto ao sistema operacional do smartphone, segundo fontes seria o nosso bem e velho ANDROID.

Fonte: 91 Mobiles

2 comentários:

Tecnologia do Blogger.